PUBLICIDADE
Actualidade

Secretário-geral da ONU pede governação inclusiva para estabilidade e reformas na Guiné-Bissau

07 | 08 | 2020   12.50H

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu aos atores políticos guineenses para dialogarem genuinamente para que seja possível uma governação inclusiva e realizadas reformas essenciais à estabilidade na Guiné-Bissau.

"Exorto todos os partidos políticos a iniciarem um diálogo genuíno e inclusivo para chegar a um acordo sobre as questões pendentes. Sublinho que é urgente implementar uma governação inclusiva e participativa, conducente à estabilidade e à reforma institucional. O programa de reforma continua a ser essencial para a estabilidade da Guiné-Bissau", refere António Guterres, no seu último relatório sobre o país e hoje divulgado.

Sublinhando que tomou nota da decisão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) que reconhece Umaro Sissoco Embaló como Presidente do país e da aprovação do programa de Governo de Nuno Nabian, António Guterres pede para todos trabalharem em conjunto para "implementar as reformas previstas" no roteiro da CEDEAO, no Acordo de Conacri e no Pacto de Estabilidade.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE