PUBLICIDADE
Actualidade

TAP admite "lapso" na informação enviada aos passageiros sobre cancelamento de voos de Angola

14 | 08 | 2020   15.06H

A TAP admitiu hoje ter cometido "um lapso" na informação enviada aos passageiros sobre o cancelamento de voos de Angola, depois de um protesto do Instituto Nacional de Aviação Civil (INAVIC), que era visado nas comunicações.

"A companhia enviou uma comunicação a informar os passageiros do cancelamento de voos em Angola, contudo, por lapso, ao invés da comunicação aos passageiros fazer referência à pandemia covid-19 e consequentes restrições definidas pela lei, fez erradamente referência ao INAVIC", adiantou fonte da empresa em resposta à agência Lusa.

O Instituto Nacional de Aviação Civil (INAVIC) angolano acusou hoje a TAP de estar a recusar o embarque de passageiros autorizados a entrar em Angola, tendo enviado um protesto formal à transportadora, admitindo tomar "medidas sancionatórias".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE