PUBLICIDADE
Actualidade

Juiz do Supremo brasileiro mantém prisão domiciliária de ex-assessor de filho de Bolsonaro

15 | 08 | 2020   03.16H

Um juiz do Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro concedeu um 'habeas corpus' para restaurar a detenção domiciliária do ex-assessor do filho do Presidente Jair Bolsonaro, Fabrício Queiroz, investigado por corrupção.

A decisão do juiz Gilmar Mendes, divulgada na sexta-feira à noite, estende-se também à mulher de Queiroz, Márcia Aguiar, noticiou o portal de notícias G1.

O magistrado aceitou um pedido da defesa de Queiroz, um dia depois do juiz Félix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça, ter revogado a detenção domiciliária do casal, e apenas algumas horas depois de o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) ter emitido um mandado de prisão preventiva contra ambos.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE