PUBLICIDADE
Actualidade

Justiça brasileira decide contra família imperial após julgamento de 125 anos

03 | 09 | 2020   02.28H

O Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro rejeitou o recurso pelo qual a Princesa Isabel de Orleans e Bragança pediu há 125 anos a devolução da propriedade do Palácio Guanabara, numa decisão contra a família imperial.

Com a decisão, o STF encerrou o processo judicial mais longo da história do país.

Numa sentença proferida no final de julho e que só veio a público esta semana com a publicação de que o processo havia sido definitivamente arquivado, o Supremo concluiu que a família imperial não tem direitos sobre o palácio neoclássico de 1853 que reclamava no Rio de Janeiro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE