PUBLICIDADE
Actualidade

Migrantes que desembarcaram em Faro à guarda do SEF até serem afastados do país

18 | 09 | 2020   17.26H

Os 28 migrantes indocumentados que desembarcaram na ilha Deserta, em Faro, na terça-feira, vão ficar à guarda do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) até serem afastados do país, determinou hoje o Tribunal de Faro.

Segundo o tribunal, os migrantes "ficam à guarda do SEF a aguardar os trâmites do processo de afastamento que lhes vier a ser instaurado".

Os migrantes oriundos do Norte de África, intercetados na ilha Deserta, na terça-feira, foram ouvidos no Tribunal Judicial de Faro por entrada e permanência irregular em território nacional.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE