PUBLICIDADE
Actualidade

PGR angolana ordena congelamento de contas e apreensão de bens de Irene Neto

18 | 09 | 2020   17.55H

A Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola ordenou o congelamento de contas e apreensão de bens de Irene Neto, filha do primeiro presidente angolano, Agostinho Neto, confirmou à Lusa fonte judicial.

A notícia foi avançada pelo jornal Expresso que dá conta que a decisão está relacionada com a investigação de vários crimes no processo da seguradora AAA, da Sonangol, onde o marido de Irene Neto, o empresário Carlos São Vicente foi presidente.

Uma fonte judicial adiantou entretanto à Lusa que foram também enviadas cartas rogatórias a Portugal e ao Luxemburgo, solicitando a colaboração das autoridades judiciais nestas investigações.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE