PUBLICIDADE
Actualidade

Polícia de Nova Iorque de origem tibetana acusado de espiar ao serviço da China

22 | 09 | 2020   04.43H

Um polícia nova-iorquino originário do Tibete foi acusado na segunda-feira de espionagem pelas autoridades norte-americanas por, supostamente, ter recolhido para o Governo chinês informações sobre a comunidade tibetana em Nova Iorque.

O polícia de uma esquadra em Queens terá sido orientado por membros do consulado chinês em Nova Iorque, de acordo com a acusação.

Através dos seus contactos com a comunidade tibetana, o homem de 33 anos teria recolhido, entre 2018 e 2020, dados sobre as atividades da comunidade tibetana e identificado fontes potenciais de informação.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE