PUBLICIDADE
Actualidade

Presidente angolano admite que reestruturação económica não produza efeitos imediatos

23 | 09 | 2020   00.34H

O Presidente de Angola, João Lourenço, admitiu que ainda não são previsíveis resultados positivos da reestruturação económica nacional, esperando-se uma "situação social preocupante".

"As nossas esperanças de começar a obter resultados positivos depois do esforço de reestruturação da economia nacional (...) não se vão concretizar a breve trecho, em razão dos constrangimentos atuais", declarou João Lourenço num vídeo pré-gravado e transmitido esta segunda-feira na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, em Nova Iorque.

O chefe de Estado explicou que os atuais constrangimentos provocados pela pandemia de covid-19 por todo o mundo "desarticulam a cadeia produtiva, afetam os preços dos principais produtos de exportação, paralisam os serviços e outros setores vitais da economia, desencadeando níveis de desemprego bastante altos e uma situação social preocupante".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE