PUBLICIDADE
Actualidade

Médicos Sem Fronteiros alertam para impacto das inundações no Sudão do Sul

23 | 09 | 2020   17.22H

Os Médicos Sem Fronteiras (MSF) manifestaram-se hoje "profundamente preocupados" com o impacto das inundações no Sudão do Sul, responsáveis pela deslocação de milhares de pessoas e pelo agravamento da situação humanitária, afetando cerca de 500 mil pessoas.

Num comunicado, a organização não-governamental (ONG) instou as organizações humanitárias presentes na região a aumentarem os seus esforços por forma a prevenirem novas catástrofes.

Os rios na área administrativa de Grande Pibor transbordaram as margens e as inundações estão a expulsar as comunidades na região do Alto Nilo a uma "velocidade alarmante", pelo segundo ano consecutivo, de acordo com os MSF.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE