PUBLICIDADE
Migrações

Costa recusa qualquer abordagem nacional a "problema europeu"

23 | 09 | 2020   19.43H

O primeiro-ministro, António Costa, recusou hoje qualquer abordagem nacional ao problema das migrações, que "é europeu", em resposta ao PSD, que o questionou sobre se os recentes desembarques no Algarve podem ser "uma bomba-relógio" para Portugal.

"Não nos tocou agora à porta", disse o primeiro-ministro, dirigindo-se à deputada social-democrata Isabel Meireles, que lhe perguntou que medidas prevê para "suster o avanço destes fluxos [migratórios] que a médio prazo podem funcionar como uma bomba-relógio para o país".

O primeiro-ministro falava na Assembleia da República, no debate preparatório do Conselho Europeu de 01 e 02 de outubro, que coincidiu com a apresentação, hoje, da há muito aguardada proposta da Comissão Europeia para uma reforma da política migratória europeia.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • A tua presença, é sinónimo que a invasão de abexins há muito que começou. Derrubar este governo e eleger um que defenda Portugal e os Portugueses, e não esta quadrilha que está ao serviço dos anglo-sionistas que pretendem instalar um governo mundial.
    Dono dos Burros | 23.09.2020 | 21.45Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE