PUBLICIDADE
Moçambique/Ataques

Intervenção militar só resulta com mais investimento na região - consultora

24 | 09 | 2020   07.30H

A consultora NKC African Economics considerou hoje que nenhuma intervenção militar resolverá o terrorismo na província moçambicana de Cabo Delgado se não houver um investimento na região e a garantia de que as receitas do gás beneficiam a população.

"O problema em Cabo Delgado não é simplesmente militar, a principal motivação da insegurança é a negligência e o subdesenvolvimento da província, bem como das províncias vizinhas de Nampula e Niassa, por sucessivos governos e a marginalização da população da província, o que resultou em pobreza e desemprego generalizados", escreveu o analista Louw Nel.

Numa análise sobre um eventual envolvimento da África do Sul na província de Cabo Delgado, enviada aos clientes e a que a Lusa teve acesso, Louw Nel notou que "nenhuma intervenção militar vai dar frutos se não for realizada em conjunto com um maior e mais substancial desenvolvimento da região, e com a garantia de que as enormes receitas do gás natural liquefeito vão beneficiar a população local".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE