PUBLICIDADE
Actualidade

Crianças imigrantes em Portugal têm risco acrescido de problemas de saúde mental - estudo

26 | 09 | 2020   16.47H

As crianças imigrantes de primeira geração têm um risco acrescido de problemas emocionais e comportamentais e são mais vulneráveis a perturbações de saúde mental, conclui um estudo feito com crianças estrangeiras e portuguesas da Amadora.

"Se compararmos duas crianças do mesmo sexo, que pertençam a famílias com iguais rendimentos, onde os pais têm níveis de educação idênticos, a criança imigrante de primeira geração tem uma probabilidade 2,5 vezes maior de vir a desenvolver problemas de saúde mental", disse, em declarações à agência Lusa, Rosário Oliveira Martins, do Instituto de Medicina e Higiene Tropical (IHMT) da Universidade Nova de Lisboa.

A abordagem à saúde mental das crianças insere-se num projeto mais abrangente do IHMT que, em colaboração com os nove centros de saúde da Amadora e o Hospital Amadora Sintra, está a fazer o seguimento da saúde de 420 crianças de 4 anos, portuguesas e filhas de famílias oriundas de Cabo Verde, Brasil, Angola, Guiné-Bissau e S. Tomé e Príncipe.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

4 comentários

  • Vou-me rir. Um copo de 100 ml que contenha 50 ml, está meio-cheio ou meio-vazio? Depende de quem responder. Assim é nestes assuntos. A Rosarinho vai responder que os pobres pretinhos, precisam de colinho. Devia pensar, se o resultado era o mesmo, ou se foi o mesmo, com os filhos dos imigrantes de Leste (ucranianos e não só). Sou levado a pensar que a Rosarinho é moça nova, e que o passado recente lhe escapa. Mas pode ir à procura dele. Basta ler os jornais do passado recente e ver que as crianças filhas dos emigrantes, eram na escola muitas vezes melhores que as filhas de pais portugueses, chegando ao ponto de uma ucraniana ser a melhor aluna em português. Preconceito é feio. Num investigador não é permitido. Não é para baba de cegonha e verdades pré-fabricadas que os nossos impostos devem servir. Agora eu percebo, se a conclusão for outra, acaba-se o projecto e as verbas. Pois é ...
    Dono dos Burros | 27.09.2020 | 00.25Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Toda esta gente deve voltar para as suas origens e ficarem cá só as gajas boas e me serem entregues para eu cuidar bem delas.
    boi | 26.09.2020 | 21.53Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Ai sim? 'inda se fosse só as crianças imigrantes... Isto tá de uma maneira que é de dar em doidos, imigrantes e não só. A "coisa" tá a decorrer conforme o plano: "eles" querem reduzir a população mundial. É mentira? É "teoria da conspiração"? Há coincidências ou não há coincidências? Nas farmácias nunca as pessoas compraram tantos antidepressivos como nestes últimos tempos.
    anónimo | 26.09.2020 | 20.34Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • SÓ TÊM UM CAMINHO A FAZER VOLTAREM PARA TERRA DONDE VIERAM E DE ONDE SĀO TÃO SIMPLES COMO ISSO
    Povo | 26.09.2020 | 18.45Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE