PUBLICIDADE
Covid-19

Boris Johonson apela a líderes mundiais para se unirem contra "inimigo comum"

26 | 09 | 2020   16.56H

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, afirmou hoje que a pandemia do novo coronavírus rompeu com os laços entre as nações e apelou aos líderes mundiais para se unirem contra o "inimigo comum", a covid-19.

Johnson, que fez estas declarações num discurso pré-gravado na Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), disse que nove meses após a pandemia, "a própria noção de comunidade internacional parece esfarrapada".

"Nunca mais devemos travar 193 campanhas separadas contra o mesmo inimigo", defendeu o governante.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Não vai mais uísque para a mesa do canto. Vai-te ....! Governas um país que destruiu o SNS, que queres? Qualquer país ex-comunista tem melhores resultados que tu. Também não é difícil, não tiveram uma vaca como a Thatcher. Os teus serviços secretos (5 eyes) apanham tanta conversa, não conseguem apanhar o 'vírus'? Sabem tudo, depois das coisa acontecerem e não sabem onde dorme o 'vírus'. Vão dizer como dizem depois do 'terrorista' espetar umas facadas: - estava a ser seguido pelos serviços. Aqui é a mesma coisa. Os teus serviços estão a controlar o 'vírus'.
    Dono dos Burros | 27.09.2020 | 00.31Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE