PUBLICIDADE
Actualidade

Presidente da Coreia do Sul pede desculpas por não ter protegido homem morto no Norte

28 | 09 | 2020   10.25H

O Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, pediu hoje desculpas pelo assassínio de um homem atingido a tiro por militares norte-coreanos na semana passada, afirmando que o seu Governo falhou a responsabilidade de proteger um cidadão.

O incidente gerou indignação e críticas por, alegadamente, Seul ter demorado horas para resgatar o oficial sul-coreano que estava à deriva em águas norte-coreanas antes da sua morte, na terça-feira passada.

Apesar de o assassínio a tiro ter sido seguido por um raro pedido de desculpas do líder norte-coreano Kim Jong Un, a Coreia do Norte acabou por passar a culpa pelo incidente para o próprio homem que foi morto, alegando que se recusou a responder às perguntas e tentou fugir obrigando os militares norte-coreanos a disparar.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE