PUBLICIDADE
Actualidade

Movimento denuncia "declínio acelerado" de liberdades civis e democráticas na África francófona

14 | 10 | 2020   12.54H

As liberdades cívicas e as normas democráticas estão a sofrer um "declínio acelerado" nos países africanos francófonos, revela um estudo da rede CIVICUS, divulgado em antecipação às eleições presidenciais de outubro na Guiné-Conacri e Costa do Marfim.

"Tem havido um rápido declínio nas liberdades cívicas e nas normas democráticas na África Ocidental francófona, com os Presidentes no poder a contornarem o limite de mandatos e a amordaçar os grupos da oposição e pró-democracia", concluiu o estudo da rede global de ativistas e organizações da sociedade civil CIVICUS, com sede em Joanesburgo, na África do Sul, e escritórios em Nova Iorque, Estados Unidos, e Genebra, Suíça.

A análise, divulgada antes das eleições presidenciais na Guiné-Conacri (18 de outubro) e na Costa do Marfim (31 de outubro), aborda também o clima político no Burkina Faso (novembro), Níger (dezembro-janeiro) e Benim (abril), países francófonos com eleições marcadas nos próximos seis meses.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE