PUBLICIDADE
Actualidade

Restaurar ecossistemas salvaria espécies e reduziria carbono - estudo

14 | 10 | 2020   16.00H

Devolver ao estado natural ecossistemas de todo o mundo "destruídos" pela agricultura salvaria a maior parte dos mamíferos terrestres, anfíbios e aves ameaçados de extinção, e seriam absorvidos mais de 465 mil milhões de toneladas de dióxido de carbono.

As conclusões são de um estudo hoje publicado na revista científica Nature, com o título "Global priority areas for ecosystem restoration".

O documento indica que seria necessário restaurar 30% dos ecossistemas mundiais em áreas prioritárias e que assim seria possível evitar mais de 70% das extinções que são previsíveis, ao mesmo tempo que seria absorvido quase metade do carbono acumulado na atmosfera desde a Revolução Industrial.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE