PUBLICIDADE
Actualidade

Guterres reconhece "enorme frustração" perante "falta de unidade" internacional

17 | 10 | 2020   09.07H

A poucos meses de concluir quatro anos de mandato, o secretário-geral da ONU reconhece ter uma "enorme frustração" motivada pela "falta de unidade" da comunidade internacional para procurar "soluções coerentes" para os muitos desafios mundiais, nomeadamente os conflitos.

"É, para mim, motivo de enorme frustração a falta de unidade da comunidade internacional na procura de soluções coerentes para os principais desafios mundiais, incluindo, entre outros, os conflitos que se arrastam no Afeganistão, Iémen, Síria", disse António Guterres em entrevista, por escrito, à Lusa, poucos dias depois de terem passado quatro anos da sua aclamação pela Assembleia-geral da ONU para o cargo de secretário-geral daquela organização (a 13 de outubro de 2016), função que assumiria poucos meses depois, em janeiro de 2017.

Conflitos estes que, segundo frisou o responsável, "são fonte de sofrimento para milhões de pessoas em zonas de guerra" e "estão na origem de um número recorde de pessoas que se veem forçadas a abandonar as suas casas como refugiados e deslocados internos".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE