PUBLICIDADE
Giro

João Almeida agarra-se à rosa após "festival de sofrimento" na subida

18 | 10 | 2020   17.42H

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) suportou hoje o que apelidou de "festival de sofrimento" na 15.ª etapa para segurar a liderança da geral da Volta a Itália em bicicleta, prometendo "defender a camisola rosa" até onde puder.

Aos jornalistas, Almeida explicou que este foi "um festival de sofrimento até ao final" e que já esperava "que alguém atacasse", acabando por ser o segundo à geral, o holandês Wilco Kelderman (Sunweb), que esteve "super forte".

A esta foi conquistada pelo britânico Tao Geoghegan Hart (INEOS), de 25 anos, que cumpriu os 185 quilómetros entre a base aérea de Rivolto e Piancavallo em 4:58.52 horas, dois segundos à frente de Kelderman, que foi segundo classificado, e quatro do australiano Jai Hindley (Sunweb), terceiro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE