PUBLICIDADE
Açores/Eleições

CNE remete caso de idosos inscritos no voto antecipado para o Ministério Público

20 | 10 | 2020   17.22H

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) remeteu hoje para o Ministério Público (MP) a queixa do Partido Socialista (PS) da Graciosa, nos Açores, por 30 utentes de um lar terem sido inscritos "à revelia" para o voto antecipado.

Em resposta à agência Lusa, a CNE referiu que o processo foi enviado ao MP por "haver indícios de comportamento abusivo" da provedora da Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz da Graciosa, por ter utilizado indevidamente os "elementos de identificação dos cidadãos".

Segunda a CNE, a atitude da provedora promoveu a inscrição para o exercício do voto em mobilidade sem ter havido "conhecimento e solicitação/autorização por parte dos interessados".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE