PUBLICIDADE
Covid-19

Brasil reporta morte de voluntário em teste da vacina de Oxford

21 | 10 | 2020   21.25H

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram hoje a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, embora não tenham especificado o contexto do óbito.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão regulador e de controlo sanitário do Brasil, relatou, em comunicado, que foi notificada da morte na segunda-feira, mas recusou-se a detalhar se a vítima tomou a vacina ou um placebo, alegando "compromissos de confidencialidade ética".

Contudo, apesar de a Anvisa não confirmar, uma fonte ligada ao consórcio que realiza os testes afirmou que a vítima mortal, um médico de 28 anos, do Rio de Janeiro, integrava o grupo de voluntários que tomava o placebo, e não o imunizante contra a covid-19, segundo a revista Veja.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE