PUBLICIDADE
Giro

João Almeida "orgulhoso" do trabalho após dia em que adversários foram melhores

22 | 10 | 2020   17.26H

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) disse hoje estar "orgulhoso" do trabalho que fez, num dia em que perdeu a liderança da Volta a Itália em bicicleta, após uma "prestação sólida" que 'esbarrou' em adversários "mesmo muito fortes".

O ciclista de 22 anos, que caiu para quinto na geral na etapa 'rainha', a 18.ª tirada que passou pelo Stelvio a caminho de Laghi di Cancano, ainda no parque da montanha, o ponto mais alto da 103.ª edição, descreveu uma "etapa muito difícil", mas na qual a equipa "esteve muito bem".

"As minhas sensações não eram assim tão más. Sentia fadiga, o que é normal, mas os adversários estavam muito fortes. Estou contente com a minha prestação, foi sólida. Não se pode ser 'super' todos os dias, e hoje eles estavam mesmo muito fortes", atirou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE