PUBLICIDADE
Actualidade

Ex-presidente de Santa Comba Dão alega Alzheimer para faltar a julgamento

26 | 10 | 2020   16.46H

O ex-presidente da Câmara de Santa Comba Dão alegou sofrer de doença de Alzheimer para faltar hoje ao julgamento em que está acusado dos crimes de prevaricação de titular de cargo público e fraude na obtenção de subsídios.

Na primeira audiência do julgamento, que decorre no Tribunal de Viseu, a advogada de João Lourenço - que foi presidente da autarquia entre 2005 e 2013 - apresentou um relatório clínico a atestar a doença de Alzheimer e pediu que o arguido fosse sujeito a uma perícia psiquiátrica para aferir da sua inimputabilidade e se, à data dos factos, já tinha esta doença degenerativa.

Quer a procuradora do Ministério Público, quer o juiz presidente, consideraram que, por um lado, do relatório não resulta a incapacidade de João Lourenço estar presente hoje e, por outro, o pedido de perícia neste momento era uma "manobra dilatória" do início do julgamento.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE