PUBLICIDADE
Actualidade

ONG recomenda reforço da distribuição de contracetivos em zonas remotas de Moçambique

27 | 10 | 2020   07.51H

A Comissão de Mulheres Refugiadas (WRC, na sigla inglesa), uma ONG norte-americana, recomenda às autoridades moçambicanas o reforço da distribuição de contracetivos em zonas remotas e isoladas, num estudo sobre o impacto do ciclone Idai em 2019.

"O Ministério da Saúde de Moçambique deve expandir a disponibilidade e acessibilidade de contracetivos em áreas remotas e isoladas, autorizando os profissionais de saúde e farmacêuticos a distribuir anticoncecionais orais e pílulas de emergência", através de fornecimentos para "vários meses", lê-se no documento distribuído na segunda-feira.

O reforço da gama de contracetivos deve incluir o injetável DMPA-SC, que previne a gravidez durante três meses, com capacitação de profissionais de saúde e farmacêuticos "para treinar e apoiar as mulheres".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE