PUBLICIDADE
Actualidade

Portugueses na Costa do Marfim tranquilos e vigilantes na véspera das eleições

29 | 10 | 2020   14.20H

Os portugueses na Costa do Marfim manifestaram-se hoje tranquilos, mas vigilantes, nas vésperas das eleições presidenciais de sábado, sobre as quais paira uma ameaça de boicote e receios de regresso da violência ao país.

Cerca de 7,5 milhões de costa-marfinenses vão no sábado às urnas numa eleição marcada por receios de regresso da violência e que deverá ser boicotada pela oposição, que contesta a recandidatura do Presidente cessante, Alassane Ouattara.

Desde agosto, altura em que Ouattara anunciou a sua recandidatura, vários incidentes e confrontos causaram já cerca de 30 mortes, reforçando os receios de uma escalada de violência étnica, dez anos após a crise pós-eleitoral de 2010 de que resultaram 3.000 mortos.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE