PUBLICIDADE
Actualidade

Renamo diz que "não tem nada a negociar" com Junta Militar do partido

29 | 10 | 2020   15.21H

A Renamo, principal partido da oposição em Moçambique, declarou hoje que "não tem nada a negociar" com a Junta Militar, mas enalteceu a trégua anunciada domingo pelo Presidente, Filipe Nyusi, nas ações contra aqueles dissidentes armados.

"Queremos dizer aqui e agora que, fora da nossa agenda, não temos nada a negociar com a autoproclamada Junta Militar", afirmou o porta-voz da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), José Manteigas, em conferencia de imprensa.

As declarações de José Manteigas seguem-se aos apelos na quarta-feira do ministro do Interior, Amade Miquidade, para que a Renamo ajude a persuadir a Junta Militar a aderir ao acordo de paz e ao processo de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração (DDR).

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE