PUBLICIDADE
Actualidade

Prémios PEN distinguem Francisco José Viegas e Nuno Júdice em narrativa e poesia

30 | 10 | 2020   16.02H

Os escritores Francisco José Viegas, Nuno Júdice e João Barrento e Maria João Cantinho são os vencedores da edição deste ano dos prémios PEN para narrativa, poesia e ensaio, no valor de cinco mil euros cada.

O júri atribuiu por unanimidade o prémio de narrativa ao romance "A luz de Pequim", de Francisco José Viegas, o de poesia a "O coro da desordem", de Nuno Júdice, e o de ensaio ('ex-aequo') a "Uma contra-música. Novos escritos llansolianos", de João Barrento, e "Walter Benjamin. Melancolia e Revolução", de Maria João Cantinho.

À semelhança do que aconteceu em 2019, também este ano o júri decidiu não atribuir o Prémio Primeira Obra, por considerar que não existia "excecional qualidade nas primeiras obras a concurso".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE