PUBLICIDADE
Actualidade

Respeito pelo vírus e muita fome de cultura marcam arranque do Guimarães Jazz

12 | 11 | 2020   21.23H

Com todo o respeito pelo vírus, mas também com uma enorme fome de cultura, 130 pessoas disseram hoje presente ao concerto inaugural do Guimarães Jazz, festival que este ano, por causa da pandemia, vai apresentar sons essencialmente nacionais.

"Numa altura em que há tão pouca oferta cultural, fico muito feliz por este festival se realizar, até porque este é, sem dúvida, um dos melhores festivais de jazz da Europa", disse Canaveira do Vale, à Lusa.

"Ferrinho" do Guimarães Jazz desde a primeira edição, em 1992, e amante confesso de "boa música", este professor de Guitarra Clássica no Conservatório daquela cidade garantiu que irá a todos os espetáculos do festival deste ano, independentemente de o cartaz não integrar nenhum dos chamados "monstros" mundiais.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE