PUBLICIDADE
Covid-19

Ordem lamenta regras "Injustas" e "desonestas" de prémio para os médicos

24 | 11 | 2020   11.51H

A Ordem dos Médicos (OM) lamentou hoje o que classifica de propaganda do Governo quanto ao prémio a atribuir aos profissionais de saúde que trabalharam na primeira vaga do combate à pandemia, considerando as regras injustas e desonestas.

"O 'prémio', na prática, coloca uma série de entraves e condicionantes que limitarão ainda mais o número de médicos e de outros profissionais de saúde abrangidos", considera a OM, frisando que se trata de "uma ilusão desonesta" que não dignifica nem respeita a responsabilidade, competência e qualidade destes profissionais.

Em comunicado, o bastonário da OM, Miguel Guimarães, diz ter tomado hoje conhecimento das regras a aplicar a este prémio para os profissionais de saúde que estiveram na chamada linha da frente no combate à covid-19, na primaira vaga, e lamenta "a propaganda, injustiça e aproveitamento político que a tutela está a fazer com esta suposta recompensa".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE