PUBLICIDADE
Football Leaks

Juízes indeferem requerimentos da Doyen contra defesa de Rui Pinto

24 | 11 | 2020   12.33H

O coletivo de juízes do processo Football Leaks indeferiu os requerimentos apresentados hoje pelos advogados da Doyen para travar a linha de inquirição da defesa de Rui Pinto, alegando estar em causa um "escrutínio" dos ofendidos.

Após cerca de uma hora de paragem dos trabalhos da 26.ª sessão do julgamento no Tribunal Central Criminal de Lisboa, a presidente do coletivo, Margarida Alves, regressou com a leitura do despacho, no qual considerou que "não assiste razão à assistente" do processo e que não se registava "nenhuma nulidade ou irregularidade" das questões, invocando a necessidade de "garantir o princípio do contraditório" à defesa do criador da plataforma eletrónica.

Apesar da posição assumida pelo coletivo de juízes, a advogada da Doyen, Sofia Ribeiro Branco, reiterou a "irregularidade" da decisão. Em resposta, a juíza manteve o despacho, sem dar razão aos representantes da Doyen, que procuravam limitar a inquirição dos advogados de Rui Pinto ao ex-administrador do fundo de investimento Nélio Lucas, que comparece hoje na sala de audiências pela terceira vez neste julgamento.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE