PUBLICIDADE
Actualidade

Tribunal de Contas da UE quer maior proteção de biodiversidade marinha

26 | 11 | 2020   12.52H

O Tribunal de Contas Europeu (TCE) considera que a União Europeia (UE) precisa de investir na recuperação e proteção da biodiversidade marinha, nomeadamente no Mediterrâneo, após auditorias feitas a quatro Estados-membros, incluindo Portugal.

Num relatório hoje divulgado, e que tem em conta dados de quatro Estados-membros - Portugal, Espanha, França e Itália - o TCE estima que estes "utilizaram apenas 6% do financiamento da UE com medidas diretamente relacionadas com a conservação e outros 8% com medidas com um impacto menos direto sobre a conservação".

Deste montante, os Estados-membros auditados destinaram menos de dois milhões de euros (0,2%) a limitar o impacto da pesca no ambiente marinho.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE