PUBLICIDADE
Covid-19

Senegal alerta para perigos de envolver privados no alívio da dívida

26 | 11 | 2020   15.41H

O ministro das Finanças do Senegal defendeu hoje que as economias mais fortes na região não devem renegociar a dívida com os credores privados, porqu o seu envolvimento será fundamental na fase da recuperação económica.

"Não há necessidade de forçar qualquer participação dos credores privados nos programas de reestruturação ou moratória da dívida, a nossa prioridade é manter a relação com os investidores privados porque eles serão parceiros fundamentais, a longo prazo, para colmatar o nosso défice de financiamento", disse o ministro da Economia e do Planeamento do Senegal, Amadou Hott.

Em declarações à agência de informação financeira Bloomberg, o responsável alertou que o envolvimento dos privados na Iniciativa de Suspensão do Serviço da Dívida (DSSI), como defendem o Fundo Monetário Internacional e o G20, pode ter o efeito contrário, porque os países garantem alívio agora, mas ficam depois arredados dos mercados internacionais.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE