PUBLICIDADE
Actualidade

Médica iraquiana refugiada em Portugal relata no Porto drama com cinco anos

26 | 11 | 2020   19.10H

Nadia Saad, que fugiu do Iraque em 2014, durante quatro anos fez voluntariado na Turquia e rumou em 2019 a Portugal onde quer exercer medicina, antecipou hoje à Lusa o drama que irá relatar no Congresso Interculturalidade 4.0.

Promovido pelo Espaço t - Associação para o Apoio à Integração Social, o "Congresso Interculturalidade 4.0. A identidade Individual no Mundo Global" decorre na sexta-feira e terá intervenções, entre outros, do bispo do Porto, Manuel Linda, da Alta Comissária para Migrações, Sónia Pereira, e do Imã da Mesquita Central de Lisboa, David Munir, anunciou a organização.

Convidada para intervir no terceiro painel dedicado ao tema "A Vida é bela, superação e propósito", Nadia Saad Essa Alrifaie falará de um percurso de vida que a fez sair do Iraque à procura de uma vida melhor e do facto de, cinco anos volvidos, ainda não o ter conseguido.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE