PUBLICIDADE
Actualidade

Associação alerta que proibição de comer e beber no cinema ameaça sobrevivência do setor

27 | 11 | 2020   15.41H

O consumo de alimentos e bebidas dentro das salas de cinema foi proibido, uma medida que o setor considera inconstitucional e que tem receio que venha acabar definitivamente com uma atividade que já acumulava quebras superiores a 80%.

De acordo com o decreto-lei que regulamenta o atual estado de emergência e que vigora desde terça-feira, é proibido comer e beber - como acontecia, por exemplo, com pipocas e refrigerantes - dentro de salas de espetáculo, designadamente salas de cinema.

"Nas áreas de consumo de cafetaria, restauração e bebidas destes equipamentos culturais devem respeitar-se as orientações definidas pela DGS [Direção-Geral da Saúde] para o setor da restauração, não sendo permitido o consumo de alimentos ou bebidas no interior das salas de espetáculo ou de exibição de filmes cinematográficos", lê-se no diploma que regulamenta a aplicação do estado de emergência.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE