PUBLICIDADE
Óbito/Eduardo Lourenço

Primeiro-ministro recorda "camarada" com quem aprendeu muito

01 | 12 | 2020   10.35H

O primeiro-ministro, António Costa, lamentou hoje a morte do ensaísta Eduardo Lourenço, recordando um amigo e camarada com quem aprendeu muito.

"É, para mim em particular, um momento de grande tristeza. Trata-se de um amigo, um camarada, de alguém com quem tive a oportunidade de privar, de aprender muito, e que nos deixa", afirmou António Costa, que falava aos jornalistas à margem das comemorações do 1.º de Dezembro, em Lisboa.

O primeiro-ministro realçou que este momento é também "um convite a conhecer a obra" de Eduardo Lourenço e de prosseguir a reflexão que o ensaísta deixa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE