PUBLICIDADE
Micachu & The Shapes

«Fazemos todos música desde que nascemos»

19 | 11 | 2009   08.59H

Os Micachu foram um daqueles casos em que o sucesso quase lhes bateu à porta, e não ao contrario, não foram?

Não sei, de certa maneira foi assim. Mas todos tivemos bandas e temos feito música no fundo a nossa vida toda, sem grandes objectivos é verdade, mas sinto que fazemos todos música desde que nascemos por isso não tinha ainda visto a coisa assim...

O vosso disco é enunciado como dos melhores de 2009, e as pessoas gostam por ser cru… acha que o som que fazem será sempre assim?

Eu creio que sim, é esse tipo de som que é excitante para nós, para mim. Não creio que as coisas precisem de produção, às vezes faz sentido mas às vezes também há introduções na musica que a tornam diferente do que devia ser.

Até que ponto a vivência londrina a influenciou e está presente?

É importante. Eu comecei em ‘bedroom production’ [NE: Mica começou por fazer música em casa, com instrumentos feitos por ela, e colocá-la no seu myspace], que explodiu porque é Londres. Londres tem tanta cultura, está tanta coisa acontecer e não se pode evitar ter música em todo o lado. Mas sobre o clubbing eu nunca fui assim tanto de ir a clubes.

Como é agora andar em digressão pelo mundo?

É de loucos, é muito estranho. Estamos cansados, pelo menos eu estou mas é fantástico conhecer sítios novos, ainda que sempre a correr ficamos com uma vaga impressão do sitio. As vezes conhecemos uma vaga representação do sitio, mas não deixa de ser interessante

Tem tantas sonoridades incorporadas, a magia é fazer uma mistura e com ela criar um som próprio?

Não sei, eu não planeei ser essa pessoa. Agi por instinto, o que teríamos a dizer ou tocar que fosse assim tão diferente do resto? Acho que o disco soa a muitas coisas diferentes porque as faixas são diferentes uma das outras, mas tem a ver com as nossas influências

Quais são as suas maiores referências musicais?

Centenas, tantas. De momento nem consigo escolher, os meus gostos mudam a toda a hora, porque há tanta coisa que anda ai. Tudo esta disponível e vem aos milhares e esta à mão, é incrível.

Já veio Portugal?

Não, nunca fui, a minha mãe é que já lá esteve.

-----------------------------------------------------------------------

A estreia d’O Baile

Sábado, Lisboa recebe, de Londres, O Baile, projecto de luxo que coincide com o aniversário da da Madame, e que leva ao Loft Micachu & The Shapes , Jon Hopkins, Voltek, Dj set Quayola, Dj set Twofold, Dj set Stereo Addiction, e Dj set Heartbreakerz.

Abertura portas: 22h

Preço: 15€ com direito a 1 bebida

Bilhetes vendidos na porta

Foto: DR
«Fazemos todos música desde que nascemos» | © DR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE