PUBLICIDADE
Actualidade

"Houve um período de negação em Angola" sobre a sua História -- Kia Henda

10 | 01 | 2021   10.18H

O artista angolano Kiluanji Kia Henda, em entrevista à agência Lusa, considerou ter havido "um período quase de negação na sociedade angolana" sobre a sua história, do colonialismo ao esclavagismo e à Guerra Civil.

"Penso que houve um período quase de negação, na sociedade angolana, na reflexão sobre esses períodos históricos [o colonialismo, o período pós-independência em 1975 e a guerra civil]. O que para mim é extremamente preocupante", afirmou, questionado pela Lusa sobre a perspetiva histórica do seu país.

Nascido em 1979, o trabalho de Kia Henda aborda a memória coletiva, espaços públicos e sociedade. Tem refletido sobre o pós-colonialismo em várias exposições e criações, "desde 2010", com trabalhos como "Redefining the power", sobre os movimentos pela retirada de monumentos, que têm emergido na América, na Europa e também em África.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE