PUBLICIDADE
Covid-19

Imigração ilegal de Moçambique agrava situação humanitária na fronteira com África do Sul

14 | 01 | 2021   16.20H

O comité parlamentar sul-africano para os Assuntos da Imigração considerou preocupante a situação humanitária na fronteira com Moçambique, após a detenção de cerca de 300 imigrantes ilegais moçambicanos nos últimos dois dias.

O deputado Bongani Bonga, do Congresso Nacional Africano (ANC, sigla em inglês), no poder, que preside ao comité parlamentar para os Assuntos da Imigração, destacou hoje a falta de distanciamento social assim como a detenção em grande escala de imigrantes ilegais moçambicanos, durante uma visita ao posto de fronteira sul-africano de Lebombo, no lado oposto a Ressano Garcia, em Moçambique.

"O ministro do Interior [Aaron Motsoaledi] deve assumir a responsabilidade porque todas as instituições aqui presentes reportam à direção de fronteiras. O ministro deve explicar ao parlamento o que está a acontecer nesta fronteira e a razão pela qual não há vontade política para implementar as medidas anunciadas pelo Presidente da República", adiantou Bongani Bongo, em declarações ao canal de televisão sul-africano ENCA.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE