PUBLICIDADE
RCA

Médicos Sem Fronteiras reforçam ajuda devido a escalada no conflito

14 | 01 | 2021   18.41H

Os Médicos Sem Fronteiras (MSF) alertaram hoje para a degradação da situação humanitária e de segurança na República Centro-Africana (RCA), cujo aumento da violência piorou ainda mais as condições de saúde da população.

"Dezenas de milhares de pessoas tiveram já de fugir em consequência do mais recente ciclo de violência, que eclodiu há cerca de um mês e persiste, tendo a MSF assistido 12 pessoas feridas nos combates que se registaram nos arredores da capital, Bangui", na quarta-feira, lê-se num comunicado hoje divulgado.

"Muitas pessoas forçadas a escapar do conflito estão a viver em condições extremamente precárias tanto na RCA como nos países vizinhos onde procuraram abrigo, como na República Democrática do Congo, para onde mais de dez mil pessoas atravessaram o rio Mbomou, tendo-se instalado na povoação fronteiriça de Ndu", acrescenta-se ainda no texto.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE