PUBLICIDADE
RCA

Oposição pede à ONU que investigue representante naquele país

17 | 01 | 2021   22.47H

Uma coligação de partidos da oposição da República Centro-Africana pediu à ONU que investigue o seu representante naquele país, acusado de apoiar o Presidente recém-eleito, Faustin Archange Touadéra, numa carta enviada hoje ao secretário-geral das Nações Unidas.

De acordo com a Coligação da Oposição Democrática (COD2020), citada pela Agência France-Presse (AFP), "uma investigação é necessária" contra o representante especial da Organização das Nações Unidas (ONU) na República Centro-Africana (RCA), Mankeur Ndiaye, que acusa, sem apresentar provas, de ter apoiado "ostensivamente a candidatura" de Touadéra, "permitindo-lhe fazer de tudo para assegurar a vitória à primeira volta nas eleições de 27 de dezembro de 2020".

Touadéra foi declarado reeleito em 04 de janeiro após uma votação que foi contestada pela oposição, na qual apenas um em cada dois eleitores recenseados teve a oportunidade de votar por causa da insegurança fora da capital, Bangui, devido a uma ofensiva de grupos armados.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE