PUBLICIDADE
Actualidade

Ministro da Educação contra sobrevalorização do ensino à distância

22 | 01 | 2021   14.21H

O ministro da Educação afirmou hoje que o ensino presencial é prioritário e que é preciso evitar "uma sobrevalorização do ensino à distância" após a pandemia da covid-19.

"Por muito que tenhamos que preparar o ensino à distância, temos necessariamente que ter como prioridade o ensino presencial, porque podemos começar a ter uma mensagem que corresponde a uma sobrevalorização do ensino à distância até para os tempos pós-pandemia", declarou numa conferência de imprensa após um encontro informal por videoconferência dos ministros da Educação da União Europeia.

"Todos os sacrifícios que estamos a fazer nos sistemas de formação e educação têm como objetivo ajudar globalmente a mitigar a propagação da pandemia, mas a primeira resposta tem que ser, logo que possível, voltar às escolas", defendeu Tiago Brandão Rodrigues.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE