PUBLICIDADE
RCA

Mais de 84 mil refugiados e 100 mil deslocados internos após violência nas eleições

26 | 01 | 2021   14.25H

A violência associada às eleições gerais na República Centro-Africana provocou já mais de 84 mil refugiados e cerca de 100 mil deslocados internos, indicou a ONU, estimando que 2,8 milhões de pessoas necessitam de assistência e proteção humanitária.

"Em dez dias, quase 25.000 centro-africanos fugiram do seu país. A maioria destas pessoas fugiu para a República Democrática do Congo (RDCongo), atravessando o rio Oubangui, onde o número de refugiados atingiu 74.000", aponta um comunicado divulgado hoje pela Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

Um total de 4.891 pessoas chegaram aos Camarões, a maioria delas à cidade fronteiriça de Garoua-Boulai, 4.858 pessoas entraram no Chade e cerca de 388 alcançaram a República do Congo, mas "o aumento mais rápido do número de recém-chegados é agora nas províncias de Bas Uélé e Oubangui, no norte da República Democrática do Congo", segundo o comunicado, que cita o último boletim humanitário da agência da ONU.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE