PUBLICIDADE
DGArtes

Estruturas pedem no Parlamento que apoio excecional passe a ser regra

26 | 01 | 2021   18.23H

Estruturas representativas do setor da Cultura defenderam hoje, no Parlamento, que o apoio excecional a todas as entidades consideradas elegíveis no concurso 2020-2021, de apoio sustentado, da Direção-Geral das Artes (DGArtes), passe a ser regra.

As deputadas da comissão parlamentar de Cultura e Comunicação ouviram hoje, em audição ao início da tarde, representantes da Ação Cooperativista, da Associação Portuguesa de Técnicos de Audiovisual, Cinema e Publicidade (APTA), da Associação para as Artes Performativas em Portugal (Performart) e da Associação de Artistas Visuais em Portugal (AAVP), na sequência de um requerimento do Bloco de Esquerda (BE), sobre os resultados do Programa de Apoio a Projetos - Criação e Edição 2020, da DGArtes.

Em 2020, a DGArtes apoiou 110 candidaturas, num total de 506 analisadas, no âmbito do Programa de Apoio a Projetos, nas áreas de Criação e Edição, num valor total de cerca de 2,4 milhões de euros. No entanto, as candidaturas apoiadas representaram menos de um terço das 388 consideradas elegíveis pelo júri.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE