PUBLICIDADE
Covid-19

Quase dois milhões de máscaras sem qualidade detetadas no porto de Sines

28 | 01 | 2021   14.46H

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) detetou em Sines, e recusou a importação, de quase dois milhões de máscaras de proteção individual que não cumpriam requisitos europeus de segurança dos produtos, anunciou hoje a AT.

No total, foram detetadas 1.920.000 máscaras de proteção individual, produzidas na China, destinadas a ser introduzidas no consumo em Portugal, apesar de não cumprirem os requisitos das normas europeias de segurança dos produtos, pelo que a sua importação foi recusada pela AT.

O incumprimento foi detetado numa ação de controlo da delegação aduaneira de Sines, no âmbito do controlo de fronteira externa para detetar medicamentos, equipamentos médicos ou equipamentos de proteção individual não licenciados, de qualidade inferior ou falsificados.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE