PUBLICIDADE
Actualidade

Trabalhadores da Petrogal dispostos a "tudo" pela defesa da refinaria de Matosinhos

10 | 02 | 2021   17.26H

Os representantes dos trabalhadores da refinaria da Galp em Matosinhos garantiram hoje, numa audição parlamentar, que "vão fazer tudo o que for possível" na defesa daquela unidade industrial, cuja intenção de encerramento foi anunciada em dezembro.

"Na defesa da refinaria do Porto [Leça da Palmeira, Matosinhos], os trabalhadores da Petrogal e as suas estruturas vão fazer tudo o que for possível e o que estiver ao nosso alcance. Basicamente, é o que nos permitir a Constituição da República Portuguesa", garantiu Telmo Silva, dirigente sindical da Fiequimetal - Federação Intersindical, aos deputados da comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território.

O presidente da Comissão Central de Trabalhadores (CCT) da Galp, Hélder Guerreiro, também ouvido pela comissão, salientou que a luta é "pelo futuro" e que "não é só um processo de luta em defesa dos postos de trabalho, mas também em defesa da produção nacional, das exportações e do desenvolvimento do país", que, defendeu, "o Governo não está a salvaguardar".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE