PUBLICIDADE
Covid-19

Trabalho temporário com menos 16.800 colocações no último trimestre de 2020

12 | 02 | 2021   15.11H

O total de colocações no trabalho temporário diminuiu 15% no último trimestre de 2020 face ao período homólogo, com menos 16.800 colocações concretizadas, mas os indicadores da atividade têm vindo a recuperar "de forma consistente", segundo a associação setorial.

"Desde o primeiro confinamento, em março de 2020, cerca de 108 mil pessoas que tinham um contrato de trabalho temporário perderam o seu emprego. Porém, ao longo do resto do ano, tal como confirmam os números do último trimestre, os indicadores de colocações têm subido de forma consistente", sustenta o presidente da Associação Portuguesa das Empresas do Setor Privado de Emprego e Recursos Humanos (APESPE-RH), citado num comunicado hoje divulgado.

Segundo Afonso Carvalho, "historicamente, perante uma crise, seja ela qual for, os trabalhadores que têm vínculos mais flexíveis são sempre mais afetados" e "as áreas de atividade que normalmente se socorrem desta tipologia de trabalhadores, como a hotelaria, o turismo ou o setor automóvel, acabam também por ser as mais fustigadas".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE