PUBLICIDADE
Actualidade

Regulador dos EUA ponderava reforçar inspeções antes de avaria com Boeing 777

23 | 02 | 2021   15.51H

O regulador norte-americano da aviação (FAA) ponderava impor inspeções mais rigorosas aos motores Pratt & Withney antes do incidente de sábado nos Estados Unidos com um Boeing 777, depois de uma avaria idêntica no final de 2020.

Na sequência de um incidente ocorrido no passado dia 04 de dezembro de 2020 num voo da Japan Airlines, "a FAA examinou os dossiês de inspeções efetuadas e o histórico de manutenção do motor e procedeu a um exame metalúrgico de um fragmento da pá do ventilador para determinar a causa da fratura", indicou o regulador numa mensagem enviada à AFP.

O regulador estava a avaliar a necessidade de reforçar as inspeções, segundo um porta-voz.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE