PUBLICIDADE
Entre-os-Rios/20 anos

Famílias lançam resposta social na área da violência doméstica

02 | 03 | 2021   05.00H

O lançamento de casas-abrigo para mulheres vítimas de violência doméstica é a próxima aposta da associação representativa das famílias enlutadas pelo colapso da ponte de Entre-os-Rios, avançou hoje à agência Lusa o atual presidente da estrutura.

Segundo Augusto Moreira, trata-se de uma resposta similar à que a Associação de Familiares das Vítimas da Tragédia de Entre-os-Rios (AFVTE-R), agora instituição privada de solidariedade social, dá atualmente a menores em risco.

Para receber e cuidar de crianças e jovens encaminhados pela comissões de proteção e tribunais de menores, a AFVTE-R criou a instituição Crescer a Cores, com instalações em Oliveira do Arda, Raiva, a zona onde residiam 34 das 59 pessoas que morreram ao princípio da noite de 04 de março de 2001, na sequência da queda da ponte de Entre-os-Rios que ligava Eja (Penafiel, Porto) a Sardoura (Castelo de Paiva, Aveiro).

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE