PUBLICIDADE
Actualidade

IPST tem três inquéritos abertos por causa de práticas discriminatórias na doação de sangue

02 | 03 | 2021   19.16H

O Instituto Português do Sangue (IPST) abriu três processos de inquérito a profissionais por alegadas práticas discriminatórias na doação de sangue de homens homossexuais, revelou hoje a presidente do instituto, segundo a qual o IPST é um organismo inclusivo.

A ser hoje ouvida no parlamento, numa audição conjunta da Comissão da Saúde e da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, por causa de denúncias públicas sobre práticas discriminatórias na doação de sangue por homens homossexuais, a presidente do Instituto Português do Sangue e da Transplantação garantiu que o IPST "não é uma instituição discriminatória, pelo contrário".

O IPST "procura ser uma instituição o mais inclusiva possível", sublinhou Maria Antónia Escoval Martins, lembrando que a doação de sangue em Portugal é "benévola, voluntária e anónima", em que "todos os cidadãos podem candidatar-se à dádiva de sangue".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE