PUBLICIDADE
Covid-19

Mulheres imigrantes mais afetadas pela crise da pandemia no Reino Unido

07 | 03 | 2021   19.51H

As mulheres, especialmente imigrantes, estão a ser particularmente afetadas pela pandemia de covid-19 em termos sociais e económicos no Reino Unido, exacerbando muitos desafios que enfrentam normalmente, afirmou hoje Sara Reis, da organização britânica Women's Budget Group. 

Uma investigação desta organização que analisa o impacto de políticas económicas nas mulheres concluiu que as mulheres são a maioria de trabalhadores em alguns dos setores mais afetados por confinamentos e obrigados a fechar, como a restauração, comércio e hotelaria. 

A prova está no facto de terem recorrido ao sistema de 'lay-off' britânico ('furlough') mais 133 mil mulheres do que o número de homens, disse a portuguesa, que é diretora de Pesquisa e Política ('Head of Research and Policy') na organização.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE