PUBLICIDADE
Actualidade

Astrónomos detetam num quasar a fonte de emissão de ondas de rádio mais distante

08 | 03 | 2021   13.00H

Astrónomos detetaram pela primeira vez num quasar, objeto muito brilhante no centro de galáxias, a fonte de ondas de rádio mais distante, que pode dar pistas sobre os primórdios do Universo, foi hoje divulgado.

O quasar P172+18, formado quando o Universo tinha 780 milhões de anos (o Universo terá 13,8 mil milhões de anos), não é o mais distante dos quasares descobertos, mas a novidade, segundo o Observatório Europeu do Sul (OES), que opera um dos telescópios com que foram feitas as observações em detalhe do objeto, é que é "a primeira vez que os astrónomos conseguiram identificar sinais de jatos rádio num quasar tão primordial".

"Apenas cerca de 10% dos quasares --- os que emitem fortes ondas de rádio --- têm jatos que brilham intensamente nas frequências rádio", adianta em comunicado o observatório, do qual Portugal é um dos países-membros.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE